Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Simplesmente

Um blog sobre tudo e sobre nada

Simplesmente

Um blog sobre tudo e sobre nada

16/02/17

46* Vou contar-vos uma história: O Zé morto vivo

 O Zé é o maluco da aldeia. Não é o Zé que tem a tasca, nem é o Zé que é casado com a senhora que faz os bolos de chocolate e coco. Não, este é o jovem Zé que é pálido que nem um fantasma e sem dúvida, abismado. Pois é, a alcunha de "maluco" tem de vir de algum lado e no seu caso deve-se ao facto de ele achar que está morto.

Morto?

Como assim morto se ele está vivo?

É isso mesmo, este Zé começou a achar há já muito anos atrás que está morto, que não lhe corre sangue nas veias, que o seu coração não bate mais, vazio, sem alma. As pessoas bem tentaram fazer-lhe ver que estava errado mas nada. Certo dia, a Morte já cansada de o aturar, foi ter com ele e disse :" Oh rapaz, vê se te atinas que ainda não tenho ordens para te levar!" Mas o Zé continuou na sua e assim foi vivendo como um morto vivo. Tinham de o obrigar a comer, a dormir e tudo mais, enfim, uma trabalheira.

Foi então, que certo dia, numa tarde de sol e calor típico do Verão que sentiu finalmente uma chama a acender dentro dele. O coração estava a palpitar e a respiração a ficar ofegante.

"Afinal estou vivo!"

Foi no dia em que conheceu a Clara, uma jovem maravilhosa. Afinal só precisava de um pouco de amor.

Está até podia ser uma história bonita, se ele não tivesse morrido no dia seguinte.

"Então Morte? Tinha de ser agora?!"

"Oh rapaz, foram as ordens. Não me chateies mais!"

 

Fim

2 comentários

Deixem os vossos comentários

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.